Propriedades da Erva Cidreira

Propriedades da Erva Cidreira

Erva-cidreira – Melissa officinalis
A erva-cidreira (Melissa officinalis) é uma planta medicinal também conhecida como melissa, melissa-romana, melissa-verdadeira, salva-do-Brasil, salva-brasileira, bálsamo-de-abelha, bálsamo-doce, bálsamo-de-limão, dentre outros nomes populares. Pertence a família Lamiaceae.




Para que serve a erva cidreira?

A erva-cidreira é um hipotenso moderado que pode diminuir palpitações do coração causadas pela tensão.

O óleo essencial atua na parte do cérebro que controla o sistema nervoso autônomo e protege o cérebro de receber estímulos externos excessivos.

O chá de cidreira, além de relaxar e induzir a pessoa ao sono, é indicado para o tratamento da ansiedade, depressão, epilepsia, perturbações nervosas, insônia, histeria, enxaqueca, hipocondria, vertigem e outros distúrbios.

A erva-cidreira possui um efeito tônico sobre o coração e o sistema circulatório, causando uma leve vasodilatação dos vasos periféricos, auxiliando a reduzir a pressão sanguínea.

O chá de erva-cidreira, ao mesmo tampo que traz benefícios para o sistema nervoso, também possui propriedades medicinais carminativas que beneficiam o sistema digestivo, combatendo vários distúrbios intestinais, como flatulência (gases intestinais) e cólicas.

Acredita-se que os taninos e outros extratos fitoquímicos da erva-cidreira são recomendados para combater os vírus da caxumba e herpes.

Depressão: causas e tratamento natural
Ervas para dormir
Chás e ervas para aliviar dores de cólicas menstruais
Chá de hortelã: benefícios e propriedades medicinais

Na medicina alternativa, é usada em compressas para inchaços e aplicada a eczema e dores de cabeça. Em forma de erva de banho e em óleos de massagem, máscaras faciais, loções de beleza e perfumes.




A Melissa officinalis é composta de óleos voláteis (citral, citronelal, acetato de eugenol, geraniol e outros componentes), princípio amargo, resina, polifenóis, taninos, flavonoides, ácido succínico, ácido rosmarínico e triterpenoides.

Na culinária, a erva-cidreira é acrescentada à carnes, saladas, marinadas, verduras, geleias, pudins, guarnições, vinagres, licores (Beneditino e Chartreuse). As folhas secas não são consideradas tão saborosas quanto frescas.

Como fazer o chá de erva cidreira

Para preparar o chá de erva-cidreira, as folhas verdes frescas verdes devem ser colocadas em forma de infusão em água. A variação de quantidade de folhas para cada 1 litro de água pode variar de acordo com o gosto e necessidade de cada pessoa, vez que quanto mais concentrado (de folhas) for o chá, maior será seu efeito sedativo. Para um chá mais fraco, cerca de 20 gramas por litro é suficiente, já para um chá de erva-cidreira com efeitos sedativos mais acentuados, cerca de 50 a 60 gramas de folhas são suficientes. Pode ser tomado de 2 a 4 xícaras de chá por dia.

A Melissa officinalis é um ingrediente presente na aqua mirabilis (água milagrosa) e na água carmelita, usada como tônico herbal e água de colônia para curar dores de cabeça, promover o relaxamento corporal, longevidade, proteger contra venenos e magias das bruxas. A água carmelita é um extrato alcoólico formulado pelas freiras carmelitas da abadia de St. Just e foi comercializada sob o nome de Eau de Carmes.

Contraindicações e efeitos colaterais da erva-cidreira

A erva-cidreira é considerada segura, inclusive para crianças, contudo, pode abaixar a função tireoide, o que pode ser benéfico para algumas pessoas, mas pode prejudicar outras.

História e curiosidades

O nome de gênero Melissa é derivado do grego e significa “mel de abelha”, vez que é a flor favorita das abelhas. Esta erva era sagrada no templo de Diana. O óleo essencial da erva-cidreira possui coloração amarelo-pálida, com um leve aroma de limão fresco. O custo do óleo essencial da Melissa officinalis é bastante elevado, vez que pode ser necessário até sete toneladas da planta para extrair apenas um litro de óleo essencial puro.




Deixe uma resposta